Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Perspectivas
Início do conteúdo da página
Notícias

Perspectivas

Escrito por José Valmei Bueno | Publicado: Sexta, 08 de Janeiro de 2021, 07h57 | Última atualização em Terça, 02 de Março de 2021, 07h33

Em entrevista, diretor-geral do campus avalia 2020 e apresenta metas para o ano novo

Neste primeiro mês de 2021, o diretor-geral do Campus Inconfidentes, Professor Luiz Flávio Reis Fernandes, concedeu uma entrevista ao site institucional para avaliar as ações de 2020 e esclarecer as metas para o ano que começa.

Confira a entrevista:

Luiz Flávio Diretor1. O ano passado foi marcado por profundas mudanças decorrentes da pandemia. O que foi necessário mudar no Campus Inconfidentes para se ajustar às mudanças impostas pela Covid-19?

Tivemos que dar uma guinada em nossa rotina. As principais mudanças foram o início do ensino e do trabalho remotos. Em dois dias tivemos que sair do ensino presencial para ofertar aulas remotas, diante das necessidades que a pandemia nos impôs. No dia 18 de março, de um dia para outro, os alunos foram obrigados a se habituar a estudar em casa. Preparamos a estrutura para os alunos e os servidores terem suas atividades garantidas de maneira remota. Foi muito complexo do ponto de vista da Tecnologia da Informação. Foi escolhida uma plataforma de fácil acesso de maneira que os estudantes pudessem acessar via celular. Além disso, foi adotada uma plataforma única para toda a instituição. Nos primeiros dias houve um trabalho de adaptação para capacitação dos docentes, contando com o apoio daqueles servidores que já possuíam certa experiência nas atividades de ensino remoto, mantendo uma equipe de apoio para colaborar em eventuais necessidades. Em relação especificamente aos alunos, a principal dificuldade foi referente ao acesso, devido a distância ou a falta de algum equipamento de informática ou internet. De toda forma, com a colaboração de todos os servidores, o ensino, a pesquisa e a extensão estão acontecendo seguindo todos os protocolos de segurança. Mesmo com todo esse aparato, ainda continuamos a fazer novas adaptações para aperfeiçoar toda a logística.

2. Como avalia o desempenho dos alunos nesta nova realidade?

O Campus Inconfidentes não tinha expertise em ensino remoto. Esse tipo de ação, por meio das atividades de Educação a distância (EAD), apesar de crescentes, ainda eram muito tímidas na instituição. Éramos focados no ensino presencial. Todos tiveram que se preparar para isso. Tivemos alunos que não tinham equipamentos e infraestrutura para receber o ensino em casa. O IFSULDEMINAS teve a iniciativa de ofertar Bolsa Internet, bem como computadores e até mesmo pendrive. Muitos alunos ainda estão em fase de adaptação. Estamos fazendo o que há de melhor para que o desempenho dos alunos seja o melhor. Estamos em avaliação permanente dos alunos, junto aos setores responsáveis pela orientação dos estudantes. Para mitigar essa fragilidade, nós fizemos contato com familiares dos alunos dos cursos técnicos no sentido de colaborar no acompanhamento do discente. Em alguns casos, chegamos a notificar os órgãos competentes sobre a situação dos menores. De acordo com levantamento, mais de 80% dos alunos conseguiram se ajustar ao ensino remoto, desempenhando e entregando suas atividades. A porcentagem restante são alunos que não tiveram engajamento por diversos motivos ou evadiram. Estamos diagnosticando todas as dificuldades dos estudantes para que eles criem o hábito e a disciplina do estudo a distância.

Analisando o desempenho, sabemos que tivemos perdas, mas elas poderiam ter sido piores se os alunos tivessem ficado sem atividades. Estamos trabalhando para superar essas adversidades! Apesar das fragilidades, notamos progresso no desenvolvimento dos alunos, a partir de diferentes formas de análise. Ou seja, habilidades com a tecnologia e a variável de aluno para aluno, de maneira que um se desenvolve melhor que o outro. Porém, cabe ressaltar que os programas de apoio ao estudante têm ajudado a diminuir a desigualdade.

3. Os cursos técnicos oferecidos pelo Campus Inconfidentes têm muitas aulas práticas. O que o campus fez para que essas aulas não fossem prejudicadas?

Em concordância com as orientações dos órgãos competentes, como MEC/SETEC e Conselho Nacional de Educação, temos buscado fazer as adaptações necessárias que variam de acordo com a natureza da disciplina. Diante disso foram duas ações definidas: A primeira foi executar a parte teórica e deixar a questão prática suspensa, para então ser executada no retorno das atividades presenciais. O segundo é a suspensão da disciplina, a ser executada no semestre seguinte. De uma maneira geral, nós tentamos diminuir o impacto para não prejudicar as atividades. Algumas práticas continuam à distância, quando possível. 

4. Como os alunos estão em aulas pela Internet e a Fazenda-Escola tem grande produção de alimentos que eram consumidos pelos alunos na merenda, o que o campus está fazendo com a produção de leite, de verduras e de outros produtos?

A fazenda não parou nesse período e o sistema produtivo continuou. Servíamos mais de 800 refeições por dia com os produtos da fazenda que abasteciam o Restaurante Estudantil. Parte da produção vai para o posto de vendas e outra parte vai para doação. De março para cá, o IFSULDEMINAS inaugurou um programa de doações de produtos gerados na fazenda para abastecer instituições sociais, como APAE, Hospitais, Asilo, etc. Doamos leite, carne, legumes e verduras. Nós atingimos uma totalidade de mais de 20 instituições beneficiadas de Inconfidentes e região. Além disso, mobilizamos a Campanha “Natal Sem Fome” e acrescentamos, nas cestas, os produtos da fazenda.

5. Neste ano, o Instituto Federal também fez uma parceria com a Receita Federal para transformar bebidas apreendidas em álcool gel para ajudar no combate ao Coronavirus. Gostaria de falasse também sobre esta iniciativa.

Esta estrutura de produção de álcool já existia no nosso campus. A partir de um alinhamento entre o reitor do IFSULDEMINAS e a Receita Federal, a parceria entre as instituições foi consolidada. A Receita Federal envia o material apreendido e nossos equipamentos e laboratórios transformam essas bebidas em álcool em gel e enviamos para instituições sociais e para outros campi do Instituto com a finalidade de combate ao Coronavirus. Assim, nós cumprimos nossa função social e estamos dispostos a seguir com outras parcerias com a Receita.

6. O Campus Inconfidentes está com as inscrições abertas para o Processo Seletivo 2021 para o ingresso de alunos no ano que vem. Todos os anos, a cidade fica lotada de candidatos no dia das provas. Como as provas de classificação dos alunos serão feitas esse ano? Com a pandemia, a cidade vai receber grande número de pessoas de fora novamente?

Esse ano será diferente. Nossa orientação é não promover atividades presenciais para não colocar a saúde da população em risco. Este ano, os candidatos não virão para a cidade fazer provas. A seleção será por critérios que não necessitam de presença. Os candidatos dos cursos técnicos serão selecionados por classificação de notas obtidas nos 6ºs, 7ºs e 8ºs anos do Ensino Fundamental e os candidatos dos Cursos Superiores serão escolhidos mediante as notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Essas informações podem ser cadastradas no site, sem necessidade de ir ao campus. Para mais informações, acessar o site www.ifs.ifsuldeminas.edu.br

7. Tem previsão de quando as aulas vão voltar a ser presenciais?

Nós não temos essa previsão. Temos que ter a sensatez de entender o tamanho do campus para garantirmos a segurança dos estudantes. Temos alunos de diversas localidades do país e não temos condições de controlar esse fluxo de pessoas. A logística para permanência dos alunos no campus é complexa, diversos elementos estão envolvidos. Eles têm que usar os alojamentos, o Restaurante Estudantil e outros ambientes. Temos o levantamento de que quando um aluno apresenta gripe, logo em seguida, outros que convivem com ele já apresentam sintomas gripais. Imagina com a agressividade da Covid? Como garantir a segurança das pessoas que estão em convívio com os alunos e com os servidores? Estamos discutindo não o quando, mas o como voltar. Enquanto não tivermos um protocolo de segurança firmado, não podemos voltar. O IFSULDEMINAS está pesquisando e estudando um planejamento e logo apresentaremos um plano de ações para um retorno seguro.

8. Porque o IFSULDEMINAS está com todo este cuidado para não precipitar no retorno às aulas presenciais?

Por respeito e cuidado com a população. Não podemos expor as pessoas à doença. Tanto nossos alunos, como servidores, a população da cidade e as famílias dos estudantes não podem ser expostas à gravidade da Covid. Temos que respeitar todo mundo.

9. E como estão os recursos para manutenção das atividades. Houve queda?

Nós gerimos, em 2020, o mesmo recurso de 2019. Um valor de pouco mais de R$7 milhões. Em 2020, gastamos menos por causa da pandemia, uma vez que não tivemos alunos e conseguimos economizar com energia, água e combustível, por exemplo. O governo já garantiu que vamos ter uma redução de 17% do orçamento, em 2021. Isso equivale a mais de R$ 1 milhão. Portanto, parte do recurso economizado em 2020 será usado para manter as atividades, em 2021. Nossa intenção é manter as visitas técnicas e não fazer corte de terceirizados, além é claro, da manutenção das atividades que garantem a permanência do aluno na instituição.
Outras ações também vão garantir economia, como a instalação de painéis fotovoltaicos para produzir energia e zerar a conta que é em torno de R$360mil, por ano. Essa economia vai permitir que a gente invista em outras ações, para que a comunidade se sinta bem, se sinta pertencente à nossa instituição. Nesse ano, também vamos investir na substituição da estrutura elétrica do prédio principal, instalada há mais de 40 anos. Além disso, colocaremos em funcionamento e abriremos para a comunidade as casas que eram ocupadas por servidores, como por exemplo, as casas onde serão a Brinquedoteca e o Centro de Memórias. Outra grande obra, que será o legado desta gestão, é a Equoterapia. A estrutura está sendo construída na fazenda-escola com recursos próprios e com a ajuda de Emenda Parlamentar. As comunidades de Inconfidentes e do entorno vão se beneficiar desta estrutura voltada para a saúde, por meio da terapia com cavalos.

10. De todas essas mudanças, o que vai ficar como aprendizado?

Penso que o principal legado será a maturidade quanto ao ensino remoto. Não tínhamos esta cultura. Mas ele veio para ficar. O Ensino a Distância vai se intensificar em nossos currículos. E outro aprendizado é sobre as relações humanas e sobre a crença na ciência. Entendemos que a união é essencial neste momento de dificuldades, acreditando no que a ciência nos traz como verdade. Toda a estrutura do IFSULDEMINAS está sendo muito bem avaliada pelo Ministério da Educação, porque conseguimos fazer a leitura correta do contexto, entendendo os cenários e tomando as decisões certas para superar os desafios. O nosso maior desejo é que o programa de vacinação brasileiro seja um sucesso para podermos retomar as nossas atividades cotidianas de forma segura e tranquila.


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

registrado em:
Fim do conteúdo da página