Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Empoderamento

Escrito por José Valmei Bueno | Publicado: Segunda, 27 de Maio de 2019, 10h48 | Última atualização em Quinta, 04 de Julho de 2019, 07h16 | Acessos: 477
Na horta da Fazenda Escola, produtores recebem informações sobre produção orgânica. (Foto: Cesar Neves)
Na horta da Fazenda Escola, produtores recebem informações sobre produção orgânica. (Foto: Cesar Neves)

Ações de extensão junto a produtores rurais são destaque em Catálogo Internacional

Os produtores rurais do Sul de Minas Gerais estão sendo empoderados por meio de cursos, palestras e treinamentos realizados nas dependências do IFSULDEMINAS – Campus Inconfidentes. Na semana passada, cerca de 80 agricultores estiveram na instituição e receberam orientações sobre produção orgânica, além de nutrição de café.

O senhor Bibiano Pereira participou do dia de campo promovido pelo grupo de pesquisa Agrocoffee, em parceria com uma empresa de especializada em nutrição de plantas. De acordo com o produtor de café, morador do Bairro Santa Quitéria, município de Lambari (MG), a abertura da instituição para os produtores da região auxilia os produtores a receber informações para melhorar a produção. “Tem que procurar uma maneira de valorizar a nossa lavoura. Participar de eventos aqui na escola, deixa a gente por dentro do que pode melhorar”, disse o lavrador que cultiva cerca de 170 mil pés de café, com a ajuda dos filhos. Ele e outros cafeicultores participaram de palestra e demonstração, no campo experimental da Fazenda-Escola, sobre o nutrição do café.

Para empoderar os produtores rurais por meio do conhecimento, o Campus Inconfidentes conta com parceiros, como empresas privadas e públicas, como a Emater/MG. Gustavo Fonseca Nunes é especialista em nutrição folhar de uma das empresas privadas, parceiras do IFSULDEMINAS. Segundo ele, a intenção das orientações aos produtores é alavancar a produção na região. “A ideia é mostrar para o produtor que com o manejo nutricional a gente consegue ter uma melhor produtividade e buscar uma melhor qualidade de bebida”, disse Nunes.

As pesquisas destinadas à produção orgânica também tem incentivado agricultores da região a virem ao IFSULDEMINAS em busca de treinamentos. Através da análise e estudo de solo na horta da Fazenda-Escola, o campus oferece noções dos tipos de solos pela observação das plantas nativas. O aluno do curso de Engenharia Agronômica, Alexander Ferreira, participou de um dos treinamentos destinados a produtores do Sul de Minas. Na opinião do estudante é fundamental a abertura da instituição para os produtores da região, em especial, os da agricultura familiar. “O Instituto tem a função de desenvolvimento da região. A abertura da estrutura da instituição para a agricultura familiar fortalece a região”, disse o aluno.

Destaque em Catálogo Internacional

As atividades de extensão desenvolvidas pelo campus junto aos produtores de café também foram destaque no catálogo das principais iniciativas de sustentabilidade para a Associação Internacional para Cadeia Produtiva do Café (Plataforma Global do Café (PGC). A publicação online aponta, na página 11, a relevância do trabalho de estagiários do grupo de estudos em cafeicultura, Gecafés, formado por alunos do campus. Os estudantes realizam visitas quinzenais aos produtores, além da realização de dias de campo e treinamentos aos cafeicultores. O projeto permite que os cafeicultores da região produzam cafés com maior nível de sustentabilidade, atendendo a demanda mundial por este tipo de produção. O trabalho, feito em parceria com uma empresa exportadora de café da região, permite a melhor capacitação dos alunos para o mercado de trabalho.

Em números

Em 2019, estão registrados na Coordenação de Integração Escola e Comunidade do campus (CIEC) cerca de 14 eventos destinados a produtores rurais. Cinco cursos voltados para área agrária, em parceria com o SENAR, foram realizados. Outros nove eventos como palestras, minicursos e dia de campo promovidos por servidores e grupos de estudo formados por estudantes do campus também foram registrados. “Aqui a gente está desenvolvendo diversas pesquisas. Trazendo o produtor para o campus, ele consegue ver o que a atualidade e as ciências estão propondo de melhorias para o setor”, avaliou o coordenador de Extensão, Marcos Roberto dos Santos.

Confira as imagens (Fotos: Cesar Neves)

 


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

registrado em:
Fim do conteúdo da página