Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Descoberta Científica

Escrito por José Valmei Bueno | Publicado: Segunda, 14 de Agosto de 2023, 14h26 | Última atualização em Segunda, 04 de Março de 2024, 17h38 | Acessos: 1411
Professor Visitante, Diogo....e Coordenador do Laboratório de Zoologia, Marcos Magalhães, no Laboratório. (Foto: Ascom)
Professor Visitante, Diogo....e Coordenador do Laboratório de Zoologia, Marcos Magalhães, no Laboratório. (Foto: Ascom)

Pesquisadores do campus descobrem nova espécie de libélula, no norte de Minas

Os pesquisadores do Laboratório de Zoologia do IFSULDEMINAS – Campus Inconfidentes descobriram uma nova espécie de Libélula. Trata-se de um inseto do gênero “Minagrion”, nome dado em homenagem ao Estado de Minas Gerais. O inseto foi capturado no Parque Nacional “Grande Sertão Veredas”, durante expedição dos cientistas do Campus Inconfidentes.

No mundo, existem apenas 5 espécies deste gênero. “A última espécie descrita para este gênero aconteceu em 1960. É um achado muito importante para a taxonomia de odonatas, no país”, explicou o Professor visitante do Campus Inconfidentes, Diogo Silva Vilela. Ele deu início aos trabalhos no Laboratório de Zoologia no campus, no último dia 24 de julho. “Comecei a caracterizar as libélulas do ‘Parque Sertão Veredas’ e já descobrimos que entre as amostras havia uma nova espécie”, completou o pesquisador.

O Parque Nacional “Grande Sertão Veredas” é considerado uma das principais Unidades de Conservação do cerrado brasileiro e localiza-se na divisa de Minas Gerais e Bahia. Por isso, o nome da nova espécie de libélula foi batizada de “Minagrion Vereda”, uma homenagem ao local.

Com Doutorado em Entomologia pela Universidade de São Paulo (USP), professor Diogo Silva defende a descoberta da nova espécie como ferramenta de preservação de outros animais. “Essas pesquisas e trabalhos feitos em Áreas de Preservação Ambiental são importantes para conhecermos a distribuição dessas espécies e definirmos estratégias de conservação delas”, comentou o pesquisador. “Estamos vivendo a sexta extinção em massa na natureza. Estamos perdendo rapidamente mais espécies do que descobrindo e descrevendo outras”, afirmou o pesquisador.

A metodologia usada para a constatação da descoberta de um animal novo se dá pela comparação com outras espécies já descritas. “A morfologia do animal vai indicar se é uma espécie nova ou não. Para a gente detectar que é uma nova espécie comparamos as características das estruturas dos insetos”, completou o docente.

As libélulas são importantes para o ecossistema porque são reguladores de outros insetos, como o Aedes Aegypti por exemplo. “Sem as libélulas, teríamos uma população exacerbada de mosquitos transmissores de doenças para os humanos”, alertou o cientista que deve permanecer em Inconfidentes até 2025.

 A Captura

Nova espécie de libélula vai se chamar “Minagrion Vereda”. (Foto: Ascom)

A nova espécie foi coletada em dezembro de 2022, nos charcos do Parque Nacional. “No período de chuva, as veredas estavam cheias. Nós conseguimos coletar este animal porque existiam muitas libélulas no local”, explicou o coordenador do Laboratório de Zoologia, professor Marcos Magalhães. “Nos sentimos os naturalistas do século XVIII. Se passarem trezentos anos e continuamos descobrindo espécies”, comemorou Magalhães, enfatizando a contribuição do campus para a conservação das especieis. O projeto conta também com a parceria com o IFMG - Campus Bambuí. "Na pessoa do professor Gabriel Jacques, agradeço as diversas parcerias que tornam o resultado desta pesquisa ainda mais relevantes para a sociedade", conclui Magalhães.

 Estrutura do Laboratório

O Laboratório de Zoologia do IFSULDEMINAS – Campus Inconfidentes está localizado na Fazenda-Escola e conta com sala de triagem, onde se recebem os materiais biológicos para tratamento. Espaço de exposição da coleção também foi organizado. Há ainda sala de aula para os alunos dos Cursos de Graduação e Técnicos. A equipe conta com uma equipe de 20 pessoas, entre professores e estagiários. 

Confira as imagens  (Fotos: Ascom)

 


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

registrado em:
Fim do conteúdo da página