Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Aprendendo com as Diferenças

Escrito por José Valmei Bueno | Publicado: Terça, 21 de Dezembro de 2021, 08h52 | Última atualização em Terça, 04 de Janeiro de 2022, 08h00 | Acessos: 249
Representantes das APAES e servidores do IFSULDEMINAS plantam Ipê, árvore símbolo do projeto.
Representantes das APAES e servidores do IFSULDEMINAS plantam Ipê, árvore símbolo do projeto.

IMG 0168

Representantes das APAES se reúnem em Inconfidentes para debaterem projeto

Cerca de 25 funcionários das APAES (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) das cidades de Borda de Mata, Ipuiuna, Cabo Verde e Divisa Nova visitaram o Campus Inconfidentes, nesta segunda-feira (20/12).

O objetivo da visita foi conhecer as instalações do IFSULDEMINAS, local onde está sendo desenvolvido o projeto “Aprendendo com as diferenças”. Implantado no Campus Inconfidentes em maio de 2018, o projeto atende os usuários das APAES com a finalidade de promover a inclusão dos estudantes com deficiência por meio de atividades práticas nas Unidades de Produção da Fazenda Escola, como horta, granja, suinocultura, laticínio e cunicultura.

Durante a abertura do evento, o diretor-geral do campus, professor Luiz Flávio Reis Fernandes, enumerou as ações desenvolvidas pela escola para alavancar o projeto. “Nesses quase dois anos de pandemia, muita coisa aconteceu aqui no campus em função da política de inclusão e acessibilidade que estamos implantando na instituição”, disse o gestor, destacando as construções de acessibilidade feitas pelo Campus Inconfidentes. “Estamos lutando para a conclusão do espaço da equoterapia, uma construção que será um grande avanço para garantir o tratamento dos usuários das APAES”, completou Luiz Flávio.

O projeto “Aprendendo com as Diferenças” está implantado em 38 instituições atendendo, em média, 50 usuários por instituição. O Coordenador de Inclusão e Integração Social do IFSULDEMINAS, Genersi Dias Lopes, esteve presente em Inconfidentes e avaliou a execução do projeto. “Trouxemos as equipes para verem o que está sendo feito no Campus Inconfidentes. O impacto deste trabalho é muito grande na rotina dos usuários das APAES. Vemos o quanto as atividades executadas auxiliam no desenvolvimento deles”, comentou Genersi, segundo o qual, um dos resultados do projeto é a melhoria na qualidade de vida dos usuários. “Percebemos a diminuição do uso de medicamentos, os alunos dormem com melhor qualidade por causa das atividades práticas e levam o conhecimento para a família”.

Maria Cândido Batista Luiz é diretora da APAE de Cabo Verde, no Sul de Minas. De acordo com ela, a variedade de ambientes educativos do campus provoca a multiplicidade de experiências para os alunos da APAE. “A diversidade de atividades proporcionadas aqui na escola promove uma diversidade de experiências das pessoas atendidas pela APAE”, disse a diretora. “As famílias começam a acreditar mais no potencial de seus filhos a partir dos exercícios desenvolvidos no IFSULDEMINAS”, contou a fundadora da APAE de Cabo Verde, que há 25 anos trabalha na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais.

Depois de serem recepcionados no auditório da Fazenda Escola, os viisitantes conheceram algumas Unidades de Produção da Fazenda Escola. Na horta, eles plantaram um pé de Ipê, símbolo do Projeto "Aprendendo com as Diferenças".

Confira as imagens (Fotos: Robson Teles)

 


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página