Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Meio Ambiente

Escrito por José Valmei Bueno | Publicado: Quinta, 07 de Outubro de 2021, 07h40 | Última atualização em Segunda, 18 de Outubro de 2021, 09h31 | Acessos: 139
Embalagens de agrotóxicos são recolhidos no setor de mecanização do Campus Inconfidentes. (Foto: Cesar Neves)
Embalagens de agrotóxicos são recolhidos no setor de mecanização do Campus Inconfidentes. (Foto: Cesar Neves)

Ação recolhe mais de 400 quilos de embalagens de agrotóxicos. Destino é a reciclagem

Em parceria com diversas entidades ambientais e rurais, o IFSULDEMINIAS – Campus Inconfidentes promoveu na quarta-feira (06), o recolhimento de embalagens de agrotóxicos. Produtores rurais de diversos bairros recolheram as embalagens dos produtos usados na lavoura e as devolveram para reciclagem e incineração.

O setor de mecanização do campus foi o local marcado para a devolução. “Eu trabalho com plantação de café, alho e milho. Faço questão de devolver as embalagens para o resto não ir para a água, nem para a terra”, contou o lavrador, Geraldo Majela da Silva. “Saio procurando as embalagens jogadas nas estradas”, completou Geraldo, morador do Bairro Boa Ventura, destacando a preocupação ambiental.

As embalagens devolvidas poderão ser recicladas e transformadas em conduítes de fiação elétrica, barricas plásticas e caçambas de carrinho de mão. O trabalho de recolhimento é conduzido pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (INPEV). De acordo com o Coordenador Regional de Operações do INPEV, Jair Furlan Júnior, a ação está fundamentada na Lei nº 9974/00. “Esta lei disciplina a destinação final das embalagens vazias e distribui responsabilidades para o agricultor, o revendedor, o fabricante e o poder público”, explicou o responsável pelo recolhimento das embalagens nos Estados de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

A ação recolheu 455 quilos de embalagens em Inconfidentes. “Várias pessoas trouxeram 2 ou 3 embalagens, de maneira individual. Outras levaram 80. No final o resultado foi positivo, porque deixou claro a preocupação das pessoas com o meio ambiente”, avaliou o técnico em Agropecuária do Campus Inconfidentes, Bruno Manuel Rezende, um dos responsáveis pela ação. Segundo Bruno, os produtores estão demandando a realização do evento em outros anos. “Como o posto de coleta mais próximo daqui está em Pouso Alegre, as pessoas aprovaram a ação aqui em Inconfidentes. Facilita a logística”, finalizou o servidor do campus.


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página