Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Conservador do Mogi

Escrito por José Valmei Bueno | Publicado: Terça, 22 de Dezembro de 2020, 11h17 | Última atualização em Segunda, 25 de Janeiro de 2021, 13h12 | Acessos: 253

Em dois anos, projeto Conservador do Mogi já tem impactos no meio ambiente

Depois de dois anos de execução do projeto “Conservador do Mogi”, os resultados já começam a emergir na zona rural de Inconfidentes.

Implantado em janeiro de 2018, o projeto prevê ações de conservação ambiental na região do Rio Mogi Guaçu e pretende recuperar áreas rurais do município. A finalidade é aumentar a produção de água por meio da restauração florestal e promoção da agricultura sustentável com saneamento básico das propriedades.

Pesquisadores do Campus Inconfidentes em trabalho de campo. (Foto: Divulgação)

Neste período, já foram visitadas cerca de 20 propriedades rurais, mais de 6 mil metros lineares de cercas foram feitas para proteger as nascentes e quase 30 alqueires de matas foram conservadas em bairros como Boa Ventura, Boa Vista dos Góes e Córrego da Onça.

O trabalho é feito por um grupo de pesquisadores do Campus Inconfidentes e por servidores da Prefeitura de Inconfidentes.“Os produtores recebem a equipe do projeto de forma muito solícita e ficam interessados no projeto pela necessidade de adequar a legislação ambiental à necessidade de melhorar a qualidade e quantidade das águas em sua propriedade”, contou a coordenadora do projeto em Inconfidentes, professora Lilian Vilela, destacando a necessidade dos proprietários preservarem, no mínimo, 20% de vegetação nativa para enquadrarem-se ao Pagamento pelos Serviços Ambientais (PSA).

Trabalho na pandemia

Durante o período da pandemia, as visitas às propriedades foram restritas, apenas para efetivar as ações de cercamento das áreas a serem conservadas e restauradas. Em agosto e dezembro de 2020, trabalhos na Unidade Demonstrativa na Fazenda-Escola, como monitoramento do desenvolvimento das técnicas de restauração também foram executados.

Para isso, os alunos seguiram as normas de segurança, como o distanciamento social e uso de máscara, além de uso de equipamentos individuais, como por exemplo perneiras, bonés, luvas, protetor solar e manga comprida.

Planejamento para 2021

Para 2021, estão previstas outras práticas de ampliação das ações como construção de barraginhas para contenção de água da chuva, além de construção de fossas cépticas e plantio de mudas. A equipe de trabalho pretende realizar também o diagnóstico de novas propriedades e verificar a possibilidade de atendimento das mesmas com insumos e o Pagamento pelo Serviços Ambientais “Esperamos também a aprovação das mudanças no Decreto do Conservador do Mogi, mudanças realizadas para poder deixar mais claro quais são as ações de Conservação do Solo e Saneamento Ambiental a serem adotadas na propriedade”, comentou Lilian.

Ainda segundo a professora, os pesquisadores aguardam formalizar as minutas do termo de compromisso entre os proprietários rurais e a prefeitura de Inconfidentes para que o PSA seja efetivado. “Destaco que o recurso já encontra-se disponível na prefeitura”, finalizou a docente.

Para o ano que vem, o projeto prevê também o plantio em 8, 6 hectares para restauração de áreas degradadas.

O Projeto Conservador do Mogi está inserido no “Projeto Conservador da Mantiqueira” que tem como objetivo promover a restauração florestal de espécies nativas, em cerca de 1,5 milhões de hectares na área de influência da Serra da Mantiqueira.

Confira as imagens:


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página