Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Parceria

Escrito por José Valmei Bueno | Publicado: Quarta, 02 de Dezembro de 2020, 09h13 | Última atualização em Segunda, 25 de Janeiro de 2021, 13h12 | Acessos: 231
Carga de fumo apreendida pela Receita Federal é descarregada na fazenda (Foto: Ascom)
Carga de fumo apreendida pela Receita Federal é descarregada na fazenda (Foto: Ascom)

Receita federal entrega mais de 33 mil quilos de fumo apreendido para o campus 

Material será transformado em adubo

A Receita Federal entregou ao IFSULDEMINAS – Campus Inconfidentes mais de 33 mil quilos de tabaco e de tabaco industrializado, frutos de contrabandos, apreendidos nas operações de fiscalização da Receita.

A mercadoria foi depositada na manhã de segunda-feira (30/11) na sede da Fazenda-Escola do campus e será transformada em adubo. “A destinação deste produto normalmente é a destruição. Com a parceria com o Instituto Federal do Sul de Minas, podemos transformar o tabaco em algo produtivo”, explicou o Auditor Fiscal da Receita, Anderson Luiz da Silva.

O fumo apreendido foi misturado ao esterco para formar o adubo por meio do processo de compostagem. "O adubo produzido será avaliado em laboratório para se decidir onde será aplicado", explicou o responsável pela Fazenda-Escola, Silvério Vasconcelos Braga.

O valor total da mercadoria soma mais R$320 mil. “O produto foi apreendido em diversos pontos de fronteira. É um coletado de apreensões feitas em diversas partes do país”, completou o auditor fiscal. O tabaco seria usado para a fabricação clandestina de cigarros.

De acordo com o diretor-geral do campus, professor Luiz Flávio Reis Fernandes, um dos principais impactos desta parceira com a Receita é a sustentabilidade ambiental. “O que tem de mais valor nisso é a sustentabilidade. O fumo poderia ser descartado na natureza, mas com este destino, ele poderá ser melhor aproveitado, sem prejudicar a natureza”, comentou o diretor, destacando a credibilidade que o IFSULDEMINAS tem perante outras instituições do Brasil.

A ação é resultado de uma série de parcerias entre o IFSULDEMINAS e a Receita Federal. Em março de 2019, a união entre as duas instituições federais permitiu a produção de álcool em gel à partir das bebidas apreendidas. O produto foi destinado para o combate ao Coronavírus.

Confira as imagens (Fotos: Ascom)


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página