Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Aniversário

Escrito por José Valmei Bueno | Publicado: Quarta, 27 de Fevereiro de 2019, 16h19 | Última atualização em Sexta, 22 de Março de 2019, 10h45 | Acessos: 490

Campus Inconfidentes comemorou, no dia 28 de fevereiro, 101 anos de fundação

Assista à reportagem

O Campus Inconfidentes do Instituto Federal do Sul de Minas Gerais comemorou, na quinta-feira (28), cento e um anos de fundação. Para celebrar o aniversário, ações foram desenvolvidas.

Na véspera, quarta-feira (27), a professora Melissa Salaro Bresci participou do quadro “Dia a Dia com o Instituto Federal de Inconfidentes”, pela Rádio Inconfidentes FM. Durante a entrevista, a docente de História do campus recordou a instalação do Patronato Agrícola Visconde de Mauá, no dia 28 de fevereiro de 1918. “É comovente falar da história de nossa escola. Recordar a história das crianças e adolescentes que vieram para cá no início do século e a forma como eram tratadas é emocionante. Eram tratadas como marginais sem ser”, disse a docente que é coordenadora do Centro de Memórias do campus.

O aniversário da instituição também foi celebrado por meio do lançamento do projeto “Nossas Memórias: 101 anos”. A finalidade é divulgar as fotografias antigas da escola pelas redes sociais durante o mês de março. A inciativa é da Assessoria de Comunicação do Campus Inconfidentes. "Nossa intenção é oferecer as fotos históricas de nosso arquivo para a sociedade", explicou o programador visual da ASCOM, Cesar Neves.

Os 101 anos da instituição também serão marcados por meio de vídeos gravados pelos servidores e divulgados pelas redes sociais no decorrer do dia 28 de fevereiro.

Alunos: do descaso à prioridade

Foto Matéria 101 anosFundado no ano de 1918 como Patronato Agrícola, o Campus Inconfidentes foi instalado pelo presidente da República Wenceslau Brás para receber os menores considerados infratores vindos da cidade do Rio de Janeiro, então Capital Federal.

Segundo o diretor da década de 1940, João Fernandes de Souza, quando chegou a Inconfidentes a situação em que encontrou os alunos era de abandono. “Quando cheguei aqui era meia dúzia de estudantes descalços, desamparados, sem nenhum apoio”, recordou o ex-gestor que atualmente mora em Campos dos Goytacazes (RJ).

No decorrer do tempo esta situação se transformou. O Campus Inconfidentes cresceu. Hoje são ofertados quatro cursos técnicos integrados ao Ensino Médio, onze cursos de Graduação, além dos cursos de Pós-Graduação. As estruturas foram ampliadas e o número de alunos atinge quase 3 mil. “É notória a evolução de nossa instituição. Os indicadores mostram isso. Em um momento de nossa história eram dezenas de alunos. Depois centenas. Hoje são milhares”, comentou o diretor-geral, professor Luiz Flávio Reis Fernandes. “Antigamente tínhamos uma estrutura preparada para oferecer uma educação tecnicista. Hoje somos mais humanistas”, avaliou Fernandes, ressaltando os benefícios ofertados atualmente para os estudantes, como alojamento, oportunidades de intercâmbio, projetos de pesquisas e alimentação. “Tudo isso pensando no desenvolvimento sustentável regional que é nossa missão”, concluiu o diretor.

 Assista o documentário sobre os 100 anos

Assista à entrevista com o ex-diretor da década de 1940


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

registrado em:
Fim do conteúdo da página