Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Partilha de Sementes

Escrito por José Valmei Bueno | Publicado: Quinta, 14 de Dezembro de 2023, 14h15 | Última atualização em Terça, 23 de Abril de 2024, 14h18 | Acessos: 657
Produtores de sementes do Sul de Minas trocam experiências durante evento (Foto: Divulgação)
Produtores de sementes do Sul de Minas trocam experiências durante evento (Foto: Divulgação)

Campus participa da 2ª Festa das Sementes Orgânicas e Biodinâmicas do Sul de Minas

 A Cooperativa dos Agricultores Familiares de Poço Fundo e Região (COOPFAM) recebeu, no último sábado, dia 9 de dezembro, na cidade de Poço Fundo/MG, a 12ª Festa das Sementes Orgânicas e Biodinâmicas do Sul de Minas. O evento foi organizado de forma coletiva por agricultoras/es da Central de Associação de Produtores Orgânicos do Sul de Minas (Orgânicos Sul de Minas) e técnicas/os, professores/as e estudantes do Instituto Federal do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS) – Campus Inconfidentes. Também contou com o apoio da Associação Brasileira de Agricultura Biodinâmica, do Polo Agroecológico do Sul e Sudoeste de Minas e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG).

A festa é um espaço de partilha de sementes e saberes cultivados a partir de práticas de manejo orgânico e biodinâmico e visa fortalecer a Rede de Guardiãs e Guardiões de Sementes do Sul de Minas e contribuir com a preservação da diversidade de espécies e variedades vegetais. “A festa traz o envolvimento, a troca de experiências, a diversidade de pessoas e saberes. É um grande legado para a gente e para as gerações futuras”, compartilhou a cafeicultora e cooperada da COOPFAM, Rosângela de Souza Paiva.

A programação desta edição envolveu, no período da manhã, café solidário, apresentação sobre a Casa de Sementes “Mãe Terra” sediada no IFSULDEMINAS - Campus Inconfidentes pelos membros do Núcleo de Estudos em Agroecologia e Entomologia Raiz do Campo Luiz Carlos Dias (Luizinho) e Aloisia Hirata, homenagem às Guardiãs e aos Guardiões de Sementes do Sul de Minas, e a palestra “Sementes para a vida: a paciência, o amor e o compromisso com a humanidade” com o engenheiro agrônomo Sebastião Pinheiro. No final da manhã foi oferecido um almoço para as pessoas participantes com alimentos agroecológicos e orgânicos doados por agricultoras e agricultores da região.

À tarde foi realizada feira de troca de sementes, mutirão agroecológico em um sistema de horta mandala, visita a um viveiro de mudas de café orgânico, e as oficinas “práticas de seleção, produção e conservação de sementes e mudas agroecológicas”, “sementes e renovação dos ciclos de vida’’, “bombeiro agroecológico”, e “agroecologia e infâncias”. Ao longo de todo o dia aconteceu também a Feira Agroecológica das produtoras e produtores da Orgânicos Sul de Minas, apresentações musicais e venda do livro “Guia prático de Sementes de Hortaliças” de Vladimir Moreira e Comunidade Luz-Figueira.
Em diversas atividades da festa, os/as palestrantes e oficineiros/as comentaram sobre a importância das práticas de manejo agroecológicas, orgânicas e biodinâmicas para a conservação da saúde do solo, da diversidade da vida e dos saberes ancestrais das agricultoras e agricultores. Em sua palestra, Sebastião Pinheiro ressaltou a contribuição do manejo biológico realizado por camponesas e camponeses para a produção de alimentos e solos saudáveis e como as propriedades rurais destes são lugares únicos e especiais para visitar. "Você começa a ver ali um laboratório especial, único no planeta, não há dois iguais. Uma propriedade camponesa sempre é única”, destacou o agrônomo. 

A festa foi encerrada, no final da tarde, com a tradicional feira de sementes, o momento mais esperado do dia, no qual as pessoas participantes compartilham não apenas sementes, mas também histórias e saberes sobre práticas de plantio e cuidado destas. “Cuidar da semente é também cuidar um do outro e é para isso que estamos nessa rede da Orgânicos Sul de Minas. Acariciados pela semente e acariciando ela, cuidando dela, a gente recebe de volta a frequência da energia da semente”, ressaltou a cafeicultora e cooperada da COOPFAM, Rosângela de Souza Paiva.

Tatiana Plens

Assessoria de comunicação

Polo Agroecológico do Sul e Sudoeste de Minas

Confira as imagens: (Fotos: Divulgação)

 

 


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página