Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Sucesso Profissional

Escrito por José Valmei Bueno | Publicado: Sexta, 17 de Dezembro de 2021, 09h45 | Última atualização em Terça, 04 de Janeiro de 2022, 08h00 | Acessos: 665
Fábio Soares trabalha como “Test Engineer” em Wellington, Capital da Nova Zelândia.
Fábio Soares trabalha como “Test Engineer” em Wellington, Capital da Nova Zelândia.

Aluno egresso do Curso Técnico em Informática consegue trabalho na Nova Zelândia

Fábio Soares Ribeiro Júnior é aluno egresso do Curso Técnico em Informática do Campus Inconfidentes. Nasceu e cresceu na capital paulista.

Entre os anos 2007 e 2009, ele foi estudante do campus e se preparou para abraçar uma carreira de sucesso. Depois de Inconfidentes, Fábio se enveredou por Limeira (SP), onde estudou Telecommunication Systems no Campus da Unicamp, entre 2010 e 2014.

Três anos depois, embarcou para a Nova Zelândia, em busca de realizar seu sonho profissional.

Há 7 anos, ele trabalha como “Test Engineer”, criando testes automatizados para produtos como aplicativos de celular ou web, na cidade de Wellington, capital do país localizado na Oceania.

Nós conversamos com Fábio. E ele nos contou sobre sua história…

Esta profissão foi sonhada desde criança?

Definitivamente não. Pensava em ser advogado ou professor de educação física. Mas o mundo de TI (Tecnologia da Informação) tem lugar para todo mundo, desde os mais nerds, até aqueles que não se dão tão bem com tecnologias, mas se dão bem com pessoas.

Como sua família te ajudou?

Sempre me incentivaram muito, o que me fez acreditar que eu conseguiria atingir qualquer objetivo que eu tivesse em mente.

O IFSULDEMINAS foi importante para esta conquista?

Sim! O IFSULDEMINAS me colocou muito à frente de quem faz um ensino médio comum. Não somente pelo ensino ser de maior qualidade, e por aprendermos algo que já pode ser exercido como uma profissão melhor remunerada. Mas também por estar em volta de pessoas (alunos e professores) que têm objetivos mais altos e sonham o que você nem havia pensado ainda. Foi lá que ouvi falar de Unicamp, intercâmbio, da importância do inglês, e outras coisas que eu nem fazia ideia que pudessem ser possíveis na época.

Descreva a sua rotina no trabalho.

Faço parte de um time agile com desenvolvedores, analista de negócios e gerente de produto. Todo dia temos reuniões para discutir como vamos implementar novas funcionalidades no aplicativo (features). Uma vez que aquilo é decidido, criamos uma User Story, que nada mais e do que um pequeno pedaço da feature. 

Uma vez que o desenvolvedor finaliza essa user story, o papel do Test Engineer é testar contra o critério de aceitação para ver se a qualidade está boa para os clientes, feito isso, caso seja válido, é criado um teste automatizado, que vai repetir o teste automaticamente diariamente, semanalmente ou de acordo com a necessidade definida. 

O time todo é responsável pela qualidade do aplicativo, não somente o Test Engineer, mas como tester, somos responsáveis por ter um olhar mais crítico e influenciar o time para que a qualidade seja uma prioridade.

Como conseguiu este trabalho?

Enviei centenas de curriculos, e fui chamado para duas entrevistas. Uma delas foi terrível, a outra deu certo.

Quais as dificuldades de viver em outro país?

Morar em um país mais desenvolvido traz benefícios que nós brasileiros não estamos acostumados, como andar na rua sem se preocupar em ser assaltado, ou poder comprar coisas como carro e celular com mais facilidade. A maior dificuldade é a distância dos amigos e familiares, e também falta aquela comida brasileira que é fácil de encontrar em qualquer lugar.

O que faz para superar estas dificuldades?

Aprendi a cozinhar praticamente tudo que sinto falta do Brasil (até feijoada). Agora, as saudades da família dá uma amenizada com ligação de vídeo, whatsapp, etc. Lembro que em 2007 fazíamos fila do lado orelhão para ligarmos para casa, hoje em dia ficou bem mais fácil com a tecnologia.

O que já aprendeu com a experiência?

Infinitos aprendizados. Eu diria que o mais importante é: dê valor às amizades, não importa o país ou cidade, hoje seus amigos estão com você, e amanhã tudo pode mudar, a não ser que vocês trabalhem fortemente para manter a amizade. Tenho muita sorte em dizer que meus amigos do IFSULDEMINAS foram na minha formatura da faculdade, noivado (10 anos depois de formado no IFSULDEMINAS) e só não me visitaram ainda aqui na Nova Zelândia por causa da pandemia e também por ser meio caro. 

Deixe uma mensagem para os atuais estudantes do IFSULDEMINAS.

Tente se conhecer melhor a cada dia, seus pontos fortes e pontos fracos. Tenha paciência para atingir seus objetivos, e tenha paciência consigo mesmo. Tenha orgulho de dizer que não sabe de algo, mesmo quando pensar que todo mundo já deveria saber. Somente assim é possível aprender coisas novas. Procure um mentor, alguém que faça algo que te interesse e possa te guiar a chegar lá. Valorize as amizades, de nada adiantará suas conquistas, se não tiver com quem compartilhar.

Muitas chances vão surgir no decorrer da vida. Esteja preparado para aproveitá-las. Você já deu o primeiro passo, está em uma das melhores escolas do Brasil. Agora você está exposto a novas oportunidades que poucos tem, então aproveite ao máximo. Pratique bastante inglês, pesquise sobre profissões, faculdades, países e tudo que possa te interessar.

E o mais importante: se divirta! O tempo no ensino médio e faculdade podem parecer bastante, mas vão passar bem rápido...entao esse é o momento de aprender, errar e se divertir.

Quem quiser conversar com Fábio para compartilhar experiências pode entrar em contato:

https://www.linkedin.com/in/fabiochoupina/


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página